A Eleição dum deputado da CDU pelo Algarve é uma valiosa ajuda para fazer ouvir a voz dos Algarvios no Parlamento 

 

Quarta-feira, 7 de Janeiro de 2009

FALECEU O CAMARADA JOSÉ JÚLIO - O PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS E A CDU EM OLHÃO, ESTÃO DE LUTO

 

Mas não só o PCP e a CDU que estão de Luto! Estão naturalmente os familiares, mas estão de luto todos aqueles que de boa fé, lidaram com ele ao longo da sua vida. Todos a quem ele esteve ligado. Todos a quem que ele tocou.

Em suma estamos muitos de luto. Incluindo a Culatra e Olhão.
Morreu um comunista que se honrava de sê-lo. Que não precisava de andar com a bandeira levantada, mas que também não queria escondê-la. Era naturalmente comunista.
E deixa-nos, assim… aturdidos… balbuciando "..mas como pode ser?"...sem querermos acreditar que já não temos o camarada Zé Júlio connosco...
O Camarada Zé Júlio era um Homem Bom. Honrado. Daqueles cuja palavra e o apertar a mão, valiam
Não teve uma vida longa, mas teve uma vida cheia.
Combateu em África. Foi democrata antes de muitos outros apressadamente o serem e antes de haver democracia no nosso País. Representou os Trabalhadores na Comissão Administrativa da Caixa de Previdência. Foi dirigente sindical. Foi longos anos membro da Comissão Concelhia de Olhão do PCP. Foi eleito pelo PCP e pela APU e CDU em vários mandatos na Assembleia de Freguesia de Quelfes e na Assembleia Municipal de Olhão.
Ultimamente parecia feliz, radicado na Ilha da Culatra, integrado no Movimento Associativo da Ilha, no Clube e na Associação de Moradores. Era dirigente da Mútua dos Pescadores,.
Até ao fim continuou a dar o melhor de si próprio, à comunidade que adoptou.e que o adpptou.
Porque era-lhe facil adapatar-se e ser adopatado.
O Zé Júlio era um homem sereno. Carinhoso como poucos. Humilde. Procurando os equilíbrios possíveis consigo mesmo e com o meio que o rodeava.
Mas ao mesmo tempo culto. Daquela cultura que lhe veio dos estudos que estudou, mas também do sofrimento que sofreu e da vida e das vivências que viveu. Da sua experiência, que nele se transformou em consciência.
Ao contrário de muitos, nunca procurou benesses para si próprio, nem lugares à mesa do orçamento, nem nunca se deixou corromper nos seus princípios e valores, nem na confiança no PCP, por conveniências mais apelativas…
Toda a sua vida foi pautada pela sua opção de classe. Às primeiras falas apercebíamo-nos imediatamente ao lado de quem ele estava. E esteve sempre, sempre tranquila e firmemente, ao lado dos trabalhadores, ao lado dos que labutam, ao lado do Povo.
Essa tranquilidade vinha-lhe da profunda convicção de que era e é possível criar uma sociedade mais justa e mais solidária, mas não só em palavras.
Uma sociedade cujo conteúdo contemple efectivamente uma vida melhor para quem trabalha. Para as crianças e os jovens que ele tanto amava. Para os idosos que ele tanto respeitava. Para os homens do mar que ele abraçava... e outros e outros...e tantos outros a quem ele queria como irmãos de luta...
Morreu um Homem Bom. Morreu um Homem Honrado. Morreu um militante Comunista. Morreu o Zé Júlio...
Nestes tempos de duvidas, de angustias, de incertezas e egoismos, o camarada Zé Julio, deixa-nos um exemplo de coerência de vida
È impossível esquecer-te camarada Zé Júlio. Estarás e caminharás sempre ao nosso lado, enquanto continuar a haver razões para lutar.

 

publicado por Olhão Bocas às 23:17

editado por em 08/01/2009 às 10:53
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Graciete Bernardo a 8 de Janeiro de 2009 às 11:44
Não há pessoas insubstituíveis ....diz o povo. Mas a perda do Zé Júlio, deixa -nos a sensação de que afinal esta máxima não é uma verdade absoluta. O Zé deixa-nos um vazio insubstitúível, como amigo, como companheiro, como camarada. Porque ele era Ùnico. E não tem nada a ver com o choque da sua brusca partida. Ele era mesmo Ùnico. Na sua entrega àquilo em que acreditava, na sua entrega a quem gostava, na sua postura perante a vida . Homem culto, sabedor da vida. Um verdadeiro " contador de histórias" que nos envolvia e nos prendia a ouvi-lo com prazer. A vida continua. Tenho mais amigos, uns mais especiais que outros. Quase todos, amigos comuns. Mas fica-nos esse vazio que nenhum de nós vai conseguir preencher. À mãe, com quem ele tanto se preocupava, e que lhe sobreviveu, aos filhos, e à irmã dou um apertado abraço de solidariedade na dôr da perda. Aos amigos, a certeza de que nos vai acompanhar sempre. ADEUS ZÉ!


De Laura Afonso a 8 de Janeiro de 2009 às 12:30
Parece impossível como isto aconteceu, sei que um dia todos temos que ir, mas o querido camarada e amigo Zé Júlio, são daquelas pessoas, que nos habituamos a ter ao pé de nós e pensamos que pelo seu bom coração, sua bondade, vontade de ajudar a toda a gente e sempre disponível para um amigo, um camarada que precisasse de sua ajuda, pensamos que ele nunca se iria embora. E este era mesmo o nosso desejo. Mas a vida não perdoa e lá se foi o nosso bom amigo e camarada. Parece-me incalculável ir á Ilha da Culatra e não encontrar o Zé Júlio com a sua boa disposição, parecendo que dava as boas vindas a toda a gente. Lutador pelo que achava justo e mesmo sabendo que estava na Ilha sentia-mos sempre o Zé Júlio ao pé de nós.
A tua presença continua querido camarada, o corpo pode ir, mas as tuas histórias e a tua obra continuará para sempre entre nós.
Queria também deixar um abraço á família do Zé pois eles ainda vão sentir mais a sua falta.
Até Sempre Camarada Zé Júlio.
Laura


De JosuéTavares Marques a 8 de Janeiro de 2009 às 19:05
Que mais poderei ter para dizer sobre o amigo fraternal, o camarada amigo, leal, sério, honesto e honrado, José Júlio, para além do que já disseram, de forma exemplar e que retrata bem o carácter do camarada Zé Júlio, o José Castanheira, a Graciete Bernardo e Laura Afonso?

Conheci o Zé Júlio no ano de 1975, ainda eu não era militante comunista. tinha ele acabado de ser eleito para a Comissão Administrativa da Caixa de Previdência e Abono de Família de Faro como Vogal representante dos beneficiários.

Logo nessa altura dei conta da estatura moral do camarada Zé e do empenhamento que punha na defesa dos direitos dos beneficiários.

Não é por acaso que se consegue granjear, quase unanimemente, por parte da população da Ilha da Culatra o carinho, a amizade e o afecto como todos o tratavam . Era um homem muito querido e respeitado na Ilha da Culatra e no seio da sua população, onde a sua opinião era sempre tida em conta.

Por ordem natural da vida o camarada Zé partiu muito mais cedo do que ele desejava e do que muitos que o estimavam podiam imaginar.

Devemos todos nesta hora de luto não esquecer o exemplo de coerência de vida e de verticalidade que nos deixa o Zé Júlio, ainda mais num tempo de muitas e fundadas duvidas, de sentidas angustias, tempos estes repletos de incertezas e profundos egoísmos.

Nós por cá vamos continuar a luta, no fundo a luta do Zé Júlio, porque razões para continuar a lutar continuam a existir, e havemos de senti-lo a caminhar ao nosso lado


De Carlos Alberto Sousa a 8 de Janeiro de 2009 às 18:33
Só choramos quem conhecemos e confiamos
Vem-me á memória, o permanente sorriso do José Julio e um olhar de grande sabedoria e de lealdade.
Homem que sempre admirei, tanto nos actos como nos pensamentos.
Em meu nome e dos meus familiares
Sentidas Condolências.


De lutaefesta a 8 de Janeiro de 2009 às 22:16
Não o conhecendo pessoalmente, e pelo que li, deduzo que o camarada José Júlio era um homem que se destacava pela sua integridade de valores e solidariedade para quem estava em seu redor, nomeadamente a população de Olhão e da Culatra..
Segue então também daqui uma saudação de conforto, e os meus sentimentos para os familiares e amigos.

R.C.M.G.


Comentar post

.artigos recentes

. COMUNICADO DA DIRECÇÃO RE...

. Acerca das questões da se...

. Eleição de deputado da CD...

. Candidatos CDU e principa...

. Apresentação de Candidato...

. APRESENTAÇÃO DE CANDIDATO...

. 25 de Abril SEMPRE!

. TAXAS MUNICIPAIS - AUMENT...

. Resultados Eleitorais -De...

. ...

. FRANCISCO LOPES ESTEVE EM...

. FRANCISCO LOPES EM OLHÃO ...

.arquivos

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Junho 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Setembro 2006

.links

.subscrever feeds