A Eleição dum deputado da CDU pelo Algarve é uma valiosa ajuda para fazer ouvir a voz dos Algarvios no Parlamento 

 

Quinta-feira, 4 de Junho de 2009

NO DOMINGO VAMOS VOTAR CDU

 

Não! não são todos iguais. Nem todas…

 

Há quem propague a ideia de que são todos iguais e esse discurso fez caminho…

 
Mas a população de Olhão sabe que não é assim.
 
Quais os deputados europeus, de outros partidos, que   ao longo destes últimos anos, fora da Campanha Eleitoral,  apareceram junto das populações a perguntar pelas seus problemas, pelas
suas  dificuldades? 
 
Os olhanenses sabem que foi sem dúvida a Eurodeputada Ilda Figueiredo. Lembram-se que nas suas várias deslocações a Olhão foi ouvindo armadores e  pescadores, (de Olhão e da Fuzeta) reunindo com   associações, contactando a população em geral pelas ruas de Olhão, levando ao Parlamento Europeu as preocupações e os problemas de Olhão.
 
A CDU marca a diferença e isso é reconhecido.
 
No domingo passado, um trabalho da jornalista Isabel Arriaga e Cunha, no Público, levou-nos a olhar para o produto do trabalho desenvolvido no PE pelos deputados portugueses.
 
Não foi surpresa constatar que no panorama nacional os dois deputados da CDU foram quem mais relatórios apresentou, mais perguntas parlamentares fez, e mais intervenções produziu nos debates parlamentares, revelando uma extraordinária competência, capacidade e brilho, aliás por todos reconhecidos, naquele quadro de funcionamento complexo, como confere a própria jornalista.
 
Surpresa foi a tão fraca participação de outros.
 
Referimo-nos concretamente ao deputado do BE. A tal "vivacidade" e "modernidade" que alguns lhe atribuem, não se revelaram lá no PE. O deputado do BE não só não procurou respostas aos múltiplos problemas que esta política europeia provocou, como não demonstrou essa tão apregoada maturidade para fazer da política uma actividade em prol do País.
 
Não há que hesitar, as provas aí estão! Não são nada todos iguais… 
 
Assim como nem todas as mulheres, só porque o são, são iguais. Assumem políticas e objectivos bem diferentes. O voto na CDU serve para as mulheres reafirmarem a sua confiança num projecto que resulta da luta por uma política de respeito por Abril e da denúncia das políticas do PS que, entre outras malfeitorias, vulnerabilizaram a condição das mulheres, agravando mesmo as discriminações salariais e as segregações profissionais.
 
 
Assegurar que os votos da CDU não faltem é reconhecer a actualidade e a necessidade da CDU, como um projecto contínuo de intervenção e acção, com um programa alternativo, com as pessoas capazes de provocar a alteração que o País precisa.
 
 Votar na CDU é mostrar, de novo, que este projecto, que é popular e não populista, vale a pena.  
 

NO DOMINGO  É  DIA DE VOTAR.

VAMOS VOTAR CDU               

 

publicado por às 11:23
link do post | comentar | favorito

.artigos recentes

. COMUNICADO DA DIRECÇÃO RE...

. Acerca das questões da se...

. Eleição de deputado da CD...

. Candidatos CDU e principa...

. Apresentação de Candidato...

. APRESENTAÇÃO DE CANDIDATO...

. 25 de Abril SEMPRE!

. TAXAS MUNICIPAIS - AUMENT...

. Resultados Eleitorais -De...

. ...

. FRANCISCO LOPES ESTEVE EM...

. FRANCISCO LOPES EM OLHÃO ...

.arquivos

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Novembro 2007

. Junho 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Setembro 2006

.links

.subscrever feeds